As melhores cidades para se viver

No blog dos nossos amigos André e Gabrielle  vi uma matéria que saiu no Economist.com com os resultados de uma pesquisa sobre as melhores cidades do mundo em qualidade de vida. E duas cidades canadenses estão entre as cinco primeiras: Vancouver (1a.) e Toronto (5a.). Segue o texto da matéria traduzido por mim:

Liveability, ou Qualidade de vida
Onde a grama é mais verde

Retirado do Economist.com em 22 de agosto de 2007

Cidades na Austrália e no Canadá são cotadas como as melhores do mundo para se viver

Com baixa criminalide, pouca ameaça de instabilidade ou terrorismo e transporte público e infraestrutura de comunicação altamente desenvolvidos, Canadá e Austrália são os países onde estão as melhores cidades para se viver no mundo.  

Quatro das dez cidades com melhor qualidade de vida pesquisadas pela Unidade de Inteligência da The Economist (Economist Intelligence Unit) estão na Austrália e duas das cinco melhores são canadenses. Vancouver é o destino mais atrativo, com um índice de 1,3%. (A escala é a seguinte: 0% – excepcional qualidade de vida – 100% – intolerável). 

Enquanto a qualidade de vida considera fatores como atividade recreacional e cultural, o “barulho da cidade grande” pode prejudicar a posição no ranking de algumas cidades, embora não a ponto de uma cidade apresentar desafios significativos. Centros globais como Nova York, Tókio, Londres, Hong Kong e Paris podem ser encontrados em posições mais baixas exatamente por conta do seu tamanho e atratividade.   Os congestionamentos de trânsito e as altas taxas de criminalidade são associadas aos grandes centros urbanos e, de alguma forma, diminuem os óbvios ganhos culturais de viver em tais localidades. Além disso, há também o medo de que tais cidades grandes, como Londres e Nova York, se mantenham como alvo de ataques terroristas.  

A despeito disso, a maioria dos grandes centros não apresenta desafios significativos à qualidade de vida. Das 132 cidades pesquisadas, somente nove delas apresentam um cenário muito ruim, no qual a maioria dos aspectos de qualidade de vida são bastante restritos, refletindo melhorias gerais em escala global em áreas como educação, saúde e infraestrutura. Quatro destas cidades estão na Ásia, principalmente na Ásia Meridional. As outras cinco encontram-se na África (três) e no Oriente Médio (duas). 

A ameaça do terrorismo e de guerras civis é um fator que contribui muito para que as cidades estejam nas piores posições com relação à qualidade de vida, pois estes são indicadores de pouco desenvolvimento. Argel, capital da Argélia, é a cidade com pior qualidade de vida segundo a pesquisa, com pontuação de 64,7%.

livability.jpg

Publicado em Geral. 1 Comment »

Uma resposta to “As melhores cidades para se viver”

  1. Sandro Says:

    Essa pesquisa veio reforçar a escolha por Vancouver como nosso ponto inicial da nova vida no Canadá.
    Sei que alguns vão dizer que pesquisa é diferente da realidade, mas no meu caso a pesquisa veio apenas confirmar uma realidade que já conheço.

    Abração


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: